Print this page

Etiópia – Regional conclui sua Visita Extraordinária ao País

14 maio 2019

(ANS - Adis-Abeba) – Depois de quase um mês e meio de trabalho, encerrou-se, no dia 7 de maio, em Adis-Abeba, a Visita Extraordinária feita à Visitadoria Maria Kidane Meheret, da Etiópia (AET), pelo P. Américo Chaquisse, Conselheiro para a Região África-Madagascar. O último dia da Visita Extraordinária, realizada pelo P. Chaquisse, em nome do Reitor-Mor, constou antes de tudo de um encontro com todos os Diretores das 14 presenças salesianas no País, e por outra reservada aos membros do Conselho da Visitadoria.

Pelo P. Lijo Vadakken SDB

Em sua boa-noite aos Diretores e Conselho da Visitadoria, o P. Américo mostrou-se extremamente feliz e satisfeito pela experiência vivenciada na Etiópia – “a terra das origens” – como a definiu. Encorajou ao mesmo tempo os Coirmãos salesianos a levar à frente o grande trabalho iniciado pelos primeiros missionários no País, há já quase 44 anos, em 1975, exortando-os a dedicar-se sobretudo à tutela da causa dos jovens.

Em sua relação final sobre o estado da Visitadoria, o Conselheiro evidenciou tanto os pontos de fortes quanto as áreas por melhorar, para o bem não só da Comunidade salesiana MS também dos seus beneficiários, os Jovens.  Segundo o P. Chaquisse, a Visitadoria AET representa hoje, uma “linda realidade”, em que, além de tudo, falam-se diversos idiomas, há tradições litúrgicas étnicas várias, e há, naturalmente, um denso patrimônio cultural.

A Visitadoria, ainda que jovem e seus religiosos só quase beirem a casa dos cem, é assazmente ativa em suas muitas presenças educativas espalhadas por todo o País, as quais contribuem outrossim notavelmente para a vida da Igreja Católica na Etiópia. De fato, no País a Igreja Católica é minoria e não representa sequer 1% da população total. Entretanto, “porque a Etiópia se caracteriza por uma maioria de população juvenil, há muito ainda que os salesianos podem fazer nesse País em crescimento” – comentou o Conselheiro Regional em sua fala final.

O Arcebispo Silvano Maria Tomasi – Observador Permanente da Santa Sé nas Nações Unidas, em Genebra, e atualmente ativo junto ao Dicastério pela Promoção do Desenvolvimento Humano Integral – presente à Ceia de homenagem, acrescentou uma ulterior agradável nota à fraterna despedida organizada, no ‘Salesianum’ de Adis-Abeba, para o P. Américo Chaquisse.

A Visitadoria AET, canonicamente instituída em 1998, conta atualmente com 94 salesianos, atuando em 14 presenças.

Este sítio utiliza ‘cookies’ também de terceiros, para melhorar a experiência do usuário e para fins estatísticos. Escorrendo esta página ou clicando em qualquer de seus elementos, aceita o uso dos ‘cookies’. Para saber mais ou negar o consentimento, clique na tecla "Mais informações".