RMG – “Comunicação, gestão, governo”: último artigo do P. Gildasio Mendes, da série “São Francisco ...

(ANS – Roma) – No dia em que ocorre a Solenidade do Sagrado Coração de ...

Vaticano – Aos 27 de agosto o Consistório para a Canonização do Bv. Artêmides Zatti

(ANS - Cidade do Vaticano) – Aos 23 de junho, o Boletim da Sala de Imprensa da Santa ...

Itália – Festa da Gratidão ao Reitor-Mor 2022: olhar para Dom Bosco para ajudar os jovens

(ANS - Turim) –Mais uma vez se reviveu, no cenário que lhe é mais ...

Itália – O Reitor-Mor e o Conselho Geral SDB dão as boas-vindas à Madre Geral e suas Conselheiras

(ANS - Turim) - Na tarde de ontem, quinta-feira, 23 de junho, na Casa-Mãe dos ...

Bélgica – Duas placas em memória das 80 crianças judias escondidas pelos salesianos durante a ...

(ANS - Melles-lez-Tournai) - Domingo, 12 de junho, em Melles-lez-Tournai, Bélgica, a ...

Estados Unidos - Capítulo Inspetorial da Inspetoria Salesiana dos Estados Unidos Oeste

Bellflower, Estados Unidos - Junho de 2022 - Hoje, 24 de junho, termina o Capítulo ...

Espanha - Alunos dos salesianos de Pamplona criam um freio especial para permitir que uma criança ...

Espanha - Junho de 2022 - Sete alunos da Escola Superior de Desenho Mecânico e ...

CG28, la seconda settimana di lavori: l’amicizia e l’ascolto

02 março 2020
There is no translation available.

(Torino, 1° Marzo 2020) – Mons. Cesare Nosiglia, Arcivescovo di Torino, nell’omelia che sabato 29 febbraio ha rivolto ai Capitolari ha detto: “Nella comunità c’è bisogno di parole semplici, insieme ad esperienze di vita concreta e soprattutto tanta amicizia e ascolto reciproco: questo riesce ad arrivare direttamente al cuore delle persone, più di ogni altra cosa”. L’amicizia e l’ascolto reciproco fanno parte dell’aria che si respira in questi primi giorni di impegno capitolare.

“C’è un’atmosfera concentrata, intensa, una volontà costruttiva, tanta comprensione per gli spostamenti e qualche disagio necessario, ma il feedback di questo primo tempo è assolutamente positivo. La discussione sulla relazione del Rettor Maggiore e le sue risposte sono state perfette ed esemplari” ha affermato don Saimy Ezhanikatt, Segretario del capitolo e deus ex machina di tutta l’organizzazione.

Nella mattinata di lunedì 24 febbraio, sono state effettuate le prove linguistiche di traduzione e un test sulle votazioni. Sono 222 gli aventi diritto di voto che hanno contribuito a mettere a punto il sistema.

Si è proceduto quindi con la nomina dei Segretari, proposti dal Regolatore e votati dall’assemblea. Sono risultati eletti don Enrico Gaetan, don Luca Barone e don Daniele Merlini.

Subito dopo è stata la volta dei Moderatori. Sono stati eletti: don Manuel Cayo, Ispettore del Perù (PER), don Jose Kuruvachira, Ispettore di India-Dimapur (IND) e don Manuel Jimenez Castro, Visitatore dell’Africa Congo Congo (ACC).

I capitolari si sono immersi poi nella lettura individuale del Regolamento e poi si sono divisi nelle quattro commissioni sul tema e in quella (una) sui temi giuridici.

Il giorno seguente, martedì 25, don Andrea Bozzolo, SDB, docente di Teologia Dogmatica presso la Sezione di Torino della Facoltà di Teologia dell’UPS, ha presentato ai Capitolari riuniti nel Teatro Grande di Valdocco lo Strumento di Lavoro del Capitolo Generale 28. Con una bella immagine: “il fuoco e la canoa”. 

Il fuoco dello Spirito di Dio segna e illumina la rotta che la canoa del Capitolo deve seguire. Imbarcati su di essa, i salesiani devono tenere la rotta insieme ai giovani che remano con vigore, tutti rivolti verso la stessa meta che è l’obiettivo del Capitolo, formato da tre nuclei: la priorità della missione per i giovani, con tutte le sfide che comporta, il profilo del salesiano e la corresponsabilità con i laici.

Il Capitolo – è stato ricordato – non è un “parlamento”, ma saper riconoscere Dio nella voce dei fratelli.

Scaturiranno di qui le tappe successive che porteranno alle scelte, attraverso il triplice crivello riconoscere-interpretare-scegliere.

Si respira una buona e positiva attenzione. L’impegno di tutti è evidente. 

L’organizzazione sta funzionando con ammirevole efficienza. Il lavoro “in squadra” è coordinatissimo: da dietro le quinte, dove stazionano a tempo pieno gli operatori della rete digitale che supporta tutte le forme della comunicazione, ai traduttori, agli addetti all’ospitalità e ai momenti liturgici; ma soprattutto ciò che conta di più è l’atteggiamento collaborativo dei capitolari.

Ottimo anche la Copertura mediatica di base, che punta a creare comunione tra i partecipanti del CG28 a Torino-Valdocco e ogni “Valdocco” locale nelle periferie della Congregazione. In questo caso i media digitali hanno la capacità di mettere sullo stesso piano il centro con le comunità e opere della periferia.

“Le commissioni e le sottocommissioni sono state create in pochissimo tempo e si sono immediatamente messe al lavoro” ha continuato don Ezhanikatt.

Le commissioni sono formate per aree linguistiche e suddivise a loro volta in sottocommissioni per favorire il massimo dialogo possibile. L’unica commissione un po’ diversa è quella che si occupa di questioni giuridiche, alcune delle quali sono urgenti e di non semplice soluzione.

Naturalmente c’è molta attesa per la settimana dal 16 al 21 marzo, la settimana delle elezioni, che può significare molto per comprendere l’orientamento della Congregazione.

In tutti c’è quella volontà “accesa” da Papa Francesco e che l’Arcivescovo sintetizza così: “La Chiesa non può accontentarsi di aspettare che ritornino i giovani, ma deve cercarli e incontrarli là dove sono, aprendo le porte, andando al largo, sfidando la tempesta sia culturale che ambientale, massmediatica e digitale… insomma, il nuovo mondo dove i giovani nuotano come il pesce nell’acqua”.

I frequenti momenti di preghiera nella Basilica di Maria Ausiliatrice, “luogo del cuore” di Don Bosco e di tutti i salesiani, sono sorsate alla sorgente di quella spiritualità che qui ha avuto origine.

Foto su ANSFlickr

ENTREVISTAS

  • RMG – Há 150 anos nascia o P. Orione, luz da caridade no mundo

    (ANS – Roma) – Em 23 de junho de 1872 nascia em Pontecurone, província de Alexandria, São Luís Orione, que por três anos, de outubro de 1886 a agosto de 1889, foi aluno do oratório de Valdocco, em Turim. Dom Bosco, que logo lhe notou as qualidades humanas, o elencou entre os seus prediletos, assegurando-lhe: “Nós seremos sempre amigos!”. No período turinês conheceu também as obras de caridade de São José Benedito Cottolengo, perto do oratório salesiano, até que um dia iniciou a sua “Pequena Obra da Divina Providência”. Por ocasião do150º Aniversário de Nascimento do “Dom Orione”, como é universalmente conhecido, relançamos uma entrevista concedida pelo P. Tarcísio Vieira, recém-confirmado, pelo Capítulo Geral dos Orionitas, como Geral da Congregação.

EDITORIAL

  • ESCUTAR COM O CORAÇÃO

    O olhar atento da mãe sobre a vida do bebê faz com que ela responda, imediatamente, com um toque suave ou carícia, ao menor choro ou movimento de sua flor. Este talvez seja um bom exemplo do que signifique escutar, ouvir, com o coração. A mãe sente, pressente, o de que o seu bebê está a precisar.

    ‘Escutar com o coração’ é a atitude de uma pessoa nobre, amorosa, compassiva. Se olharmos em nosso derredor, poderemos notar que há, todos dias, milhões de pessoas que sofrem em silêncio. Todas anseiam por ser ouvidas. Mas o caos, a confusão, o ruído, acabaram por causar muita surdez interior. E também nós – em detrimento da capacidade de empatizar, sentir, escutar, ouvir – acabamos por somente ouvir alguns sons...

    O apelo para escutar com o ouvido do coração nos vem do Papa Francisco, para o 56º Dia Mundial das Comunicações, celebrado, habitualmente, no Domingo da Ascensão (a 28 de maio neste 2022). Mas, retomando o nosso verbo, será que realmente escutamos? E como escutar, ouvir, com o coração?

EVENTOS

  • Itália – Faculdade ‘Auxilium’: Perspectivas Femininas para Roma Cidade Educativa

    (ANS - Roma) – Realizou-se ontem, terça-feira, 14 de junho de 2022, em Roma, na Sala da Protomoteca, no Capitólio, o evento sob o tema "Faculdade Auxilium: perspectivas femininas para Roma, Cidade Educativa", organizado pela Pontifícia Faculdade de Ciências da Educação "Auxilium", em colaboração com os ‘Municípios’ XIII e XIV, do ‘Comune di Roma’, para celebrar o 150º Aniversário de Fundação do Instituto das Filhas de Maria Auxiliadora (1872-2022).

APROFUNDAMENTO

  • RMG – “Comunicação, gestão, governo”: último artigo do P. Gildasio Mendes, da série “São Francisco de Sales Comunicador. Peregrinação interior, sabedoria na arte de comunicar”

    (ANS – Roma) – No dia em que ocorre a Solenidade do Sagrado Coração de Jesus, devoção estreitamente ligada à figura de São Francisco de Sales, publicamos o último dos seis artigos do P. Gildasio Mendes, Conselheiro Geral para a CS, sobre o tema: “São Francisco de Sales Comunicador. Peregrinação interior, sabedoria na arte de comunicar”.

MENSAGENS DO REITOR-MOR

  • «O MEU NOME É SEAN CAYD». História de um presente inimaginável

    Caríssimos leitores e amigos do carisma de Dom Bosco, do fundo do coração vos agradeço pela simpatia e pela proximidade que mostrais por Dom Bosco e por aqueles de nós que procuram continuar a sua missão na Igreja e no mundo.

Video PT

InfoANS

ANS - “Agência iNfo Salesiana” - é um periódico plurissemanal telemático, órgão de comunicação da Congregação Salesiana, inscrito no Registro da Imprensa do Tribunal de Roma, n. 153/2007. 

Este sítio utiliza ‘cookies’ também de terceiros, para melhorar a experiência do usuário e para fins estatísticos. Escorrendo esta página ou clicando em qualquer de seus elementos, aceita o uso dos ‘cookies’. Para saber mais ou negar o consentimento, clique na tecla "Mais informações".