Print this page

Itália – O Reitor-Mor: “Onde quer que estejamos, nossa tarefa é dar esperança e trabalhar pela justiça”

27 janeiro 2021

(ANS - Roma) – Poucos dias após o encerramento dos Dias de Espiritualidade da Família Salesiana 2021 (DEFS 2021), feitos pela primeira vez on-line, fala o Reitor-Mor, P. Ángel Fernández Artime. “Esta pandemia que aflige a humanidade vai terminar. Há entretanto outras pandemias crônicas que, como cristãos, temos o dever de ajudar a erradicar: guerras, máfias, fome; aquela pobreza que está a desumanizar os que são forçados a emigrar para poder dar um futuro a seus filhos, e são torturados ou morrem de frio; desemprego juvenil... Eis a nossa tarefa, em qualquer lugar estejamos como Família Salesiana: somos chamados a estar presentes, a dar esperança e a trabalhar pela justiça, visando 'dar mais aos que menos tiveram', como nos recomenda Dom Bosco e como nos lembra o Papa Francisco”.

“A Estreia deste ano - continua o Sucessor de Dom Bosco - tem como tema, num momento de tanto sofrimento, o dever da esperança diante de uma realidade mundial que nos desafia e que não podemos ignorar. Como Família Salesiana, somos chamados a ser bons cidadãos, a respeitar as regras para evitar o contágio; mas somos também chamados a ser bons cristãos: onde for necessário ajuda, não nos ficamos trancados em casa: estaremos perto dos que se encontram em dificuldade. Assim estamos fazendo em nossas obras, onde há guerra, ou aqui, em Roma, em nossa paróquia do Sagrado Coração, onde, à noite, os jovens levam comida, cobertores e conforto para quem não tem teto para dormir. Um impulso à solidariedade – como os testemunhos que ouvimos de todo o mundo, que nestes meses de emergência Covid-19 resultou também na arrecadação, em nossas obras, de 9 milhões de euros, que enviaremos às nossas missões em 68 países, para financiar 120 microprojetos destinados a jovens e famílias”.

O P. Á. F. Artime também destaca o primeiro testemunho de esperança dos ‘Dias de Espiritualidade da FS 2021’, ou seja, a possibilidade, nunca vista antes, de envolver e encontrar-se com milhares de pessoas que compartilham o carisma de Dom Bosco: “A crise provocada pela pandemia se transformou numa oportunidade, graças à criatividade em nossas obras. Nelas se concretizam numerosas iniciativas on-line, como a oportunidade do encontro e comunhão. Estou convencido de que Dom Bosco, que foi missionário, usaria hoje a internet para comunicar o bem, para levar a mensagem de Jesus ao mundo. Nem tudo é mau na internet, se a colocamos a serviço do homem: pudemos constatá-lo recentemente, anunciando a Estreia 2021 em todas as nossas obras, da casa geral das Filhas de Maria Auxiliadora de cristãos, alcançando 198 mil pessoas até a Oceania”.

Marina Lomunno

Fonte: Avvenire

Related items

Este sítio utiliza ‘cookies’ também de terceiros, para melhorar a experiência do usuário e para fins estatísticos. Escorrendo esta página ou clicando em qualquer de seus elementos, aceita o uso dos ‘cookies’. Para saber mais ou negar o consentimento, clique na tecla "Mais informações".