Itália – CG28 - P. Pascual Chávez: "Não há outro modo de mudar a sociedade senão pela educação"

20 fevereiro 2020

(ANS – Turim) – Em Valdocco se encontram reunidos os representantes dos salesianos de todo o mundo que vivem o Capítulo Geral 28. Eles falam uma única língua e caminham com um único sentimento: os Jovens. Em seus corações palpitam o carisma salesiano, a opção pelos jovens, o dom de um grande Pai, Dom Bosco. Em ampla entrevista, conduzida pelo P. Daniel García SDB, o P. Pascual Chávez Villanueva, Reitor-Mor emérito, responde partindo de sua experiência de 12 anos de serviço à frente da Congregação e dos últimos seis anos viajando pelo mundo acompanhando a vida dos salesianos. Suas respostas convidam os salesianos a olhar para a Congregação a partir de uma perspectiva atual "para continuar a ter eficácia e validade como salesianos de Dom Bosco" e a colaborar para "dar respostas a uma sociedade em mudança e a um mundo e uma Igreja que também esperam por uma nossa resposta em favor dos jovens".

Viajando pelo mundo em missão nos últimos seis anos, que imagem o senhor captou da Congregação?

Em primeiro lugar quero agradecer ao Reitor-Mor, P. Ángel Fernández Artime, por ter me dado uma missão tão emocionante. Este serviço me deu a oportunidade de entrar em contato com a Congregação em muitas partes do mundo. Confirmo que a nossa é uma Congregação com uma dinâmica e profunda identidade carismática. Tudo isso me permitiu enxergar as coisas a partir de uma perspectiva diferente e pude assim compreender os problemas que os coirmãos estão enfrentando. Por exemplo, a facilidade com que a oração pode ser sacrificada à idolatria da atividade; notei que menos coirmãos carregam o peso das estruturas; há também algumas tensões nas comunidades intergeracionais e interculturais, ou seja, onde o número de irmãos com mais idade está crescendo e o dos jovens, diminuindo; onde há diferentes pontos de sensibilidade e frequentemente o clima familiar não é seguro; onde é impossível compreender e levar adiante a missão salesiana.

O senhor acha que os três núcleos propostos para o CG28 podem ser considerados separadamente ou devam ser assumidos e vividos em unidade?

Na minha opinião, os três núcleos propostos para este Capítulo Geral 28 estão intimamente conectados e não podem ser separados. Eles podem ser separados para os estudar, uma vez que devem ser aprofundados um a um, mas nunca perder a unidade.

A vida consagrada está mudando e é composta por quatro elementos. O primeiro elemento é a diversidade da origem das vocações. O segundo elemento importante são as novas gerações de religiosos. Que tipo de formação para esse tipo de jovens? Deste modo é possível garantir a identidade do carisma salesiano necessária hoje. O terceiro elemento é: há uma nova prioridade, que está sempre em função da missão e das obras. Por fim, há um novo sujeito, com tudo o que isso significa. Eu acredito que os três núcleos do capítulo não podem ser separados. Eles estão unidos.

Esta entrevista está disponível em ANSChannel em italiano, inglês e espanhol.

InfoANS

ANS - “Agência iNfo Salesiana” - é um periódico plurissemanal telemático, órgão de comunicação da Congregação Salesiana, inscrito no Registro da Imprensa do Tribunal de Roma, n. 153/2007. 

Este sítio utiliza ‘cookies’ também de terceiros, para melhorar a experiência do usuário e para fins estatísticos. Escorrendo esta página ou clicando em qualquer de seus elementos, aceita o uso dos ‘cookies’. Para saber mais ou negar o consentimento, clique na tecla "Mais informações".