Print this page

Vaticano – O Papa Francisco visita de surpresa as crianças da colônia de férias no Vaticano

22 julho 2020
Foto: Vatican News

(ANS – Cidade do Vaticano) – «Façam novos amigos. Para divertir-se é preciso fazer isto juntos» – esta indicação do Papa Francisco no dia 20 de julho quando se encontrou com os pequenos e seus Animadores, os quais, desde o início de julho, participam do “Estate Ragazzi” (colônia de férias), no Vaticano. O Papa os visitou enquanto tomavam o Café da manhã e respondeu a algumas de suas perguntas.

Existe ainda um senso de incredulidade entre as muitas crianças que todas as manhãs frequentam o Centro Estivo desejado pelo Papa Francisco, para ajudar e dar apoio aos pais que dependem da Santa Sé. No dia 20 de julho, pouco depois das 9, o Papa Francisco visitou os pequenos enquanto tomavam o café da manhã no átrio da Aula Paulo VI. Referiu-o o Diretor da Sala de Imprensa da Santa Sé, Mateus Bruni. “Depois de passar pelas mesas, o Papa – disse Bruni – visitou os espaços para os jogos preparados na Aula e se entreteve com os participantes". Retornou a Santa Marta pelas 10, depois de agradecer "individualmente" a todos os Animadores, por seu trabalho.

Juntos para fazer amigos

Durante a visita Francisco sentou-se entre as crianças e "as encorajou a fazerem novos amigos". "As pessoas que somente sabem divertir-se sozinhas são egoístas: para divertir-se – disse o Papa – é preciso estar juntos, com os amigos". O Centro de férias, nascido como iniciativa do ‘Governatorato’ para ajudar os pais que trabalham no Vaticano, organizou para o mês de julho atividades educativas e lúdicas entre os Jardins, o Heliporto e a Aula Paulo VI. Cerca de uma centena as crianças e adolescentes participantes, no respeito aos protocolos anti-Covid. O Centro é animado pelos Salesianos junto com a Associação “Tudo numa festa”: os dias se dividem entre piscina, partidas de tênis, futebol de salão e basquete, deslizamento sobre infláveis, desafios no pingue-pongue,  além de visitas guiadas pelos Jardins do Vaticano.

Os meninos maravilhados pela simplicidade do Papa

“Uma grande surpresa para nós! Eu não estava aqui, mas me avisaram da chegada do Papa e por isso voltei atrás. Ele tinha saído sozinho da Casa Santa Marta e dirigiu-se para a Aula Paulo VI a fim de saudar os meninos que estavam terminando de tomar o café da manhã. Passou por entre as mesas: primeiro entreteve-se com os mais pequenos, depois com os do primário e do médio. Interessou-se por saber o que fazem, como passam o dia, perguntou se estavam contentes”. Assim o Coordenador dessa colônia de férias, P. Franco Fonte, salesiano, Capelão da Gendarmaria e dos Museus Vaticanos, raconta a manhã passada com Francisco. “Os meninos ficaram tão maravilhados que ficaram totalmente sem palavras, em silêncio. Por fim, depois de uma volta, descemos à Aula Paulo VI, continuamos a fazer o que fazemos todas as manhãs, sem convulsionar os horários. O mesmo Papa quis que assim se fizesse. Três deles – explica – fizeram as perguntas que tínhamos formulado durante a semana passada, porque a nossa intenção era escrever-lhe. Ele respondeu a perguntas muito simples. Finalmente dirigiu-nos uma saudação geral e também agradeceu calorosamente aos 22 Animadores. Tiramos também uma foto todos juntos. E Ele voltou, a pé, a Santa Marta”.

O que mais impressionou o P. Franco foi a atitude das crianças que colheram em Francisco “a    familiaridade, a simplicidade e a paternidade com que desejou viver esse momento”.

Fonte: Benedetta Capelli, Vatican News

Este sítio utiliza ‘cookies’ também de terceiros, para melhorar a experiência do usuário e para fins estatísticos. Escorrendo esta página ou clicando em qualquer de seus elementos, aceita o uso dos ‘cookies’. Para saber mais ou negar o consentimento, clique na tecla "Mais informações".