Uganda – Dia Internacional das Meninas e Jovens Mulheres no Campo de Refugiados de Palabek

12 outubro 2020

(ANS - Palabek) - Os salesianos que atuam no campo de refugiados de Palabek, norte da Uganda, celebraram ontem, 11 de outubro, o Dia Internacional das Meninas e Jovens Mulheres, com 307 meninas e jovens mulheres com idades entre 12 e 19 anos em situação de extrema pobreza. A ocasião foi celebrada um dia antes, no sábado, 10 de outubro, em memória de São Daniel Comboni, grande santo, que dedicou sua vida à obra missionária no Sudão.

Com o apoio da Fundação "Atabal", da Espanha, os salesianos prepararam uma ampla experiência formativa, durante a qual aprofundaram, junto com as jovens, o sentido de ser uma moça num campo de refugiados, à luz da palavra de Deus contida no Salmo 139:14 “Eu te louvo porque me fizeste de modo especial e admirável”. As jovens puderam, assim, compreender que foram criadas por Deus de forma surpreendente e maravilhosa, e que são preciosas para Aquele que cuida delas com amor.

Iluminadas pelo testemunho de Santa Maria Goretti, as meninas e jovens também tiveram a oportunidade de compartilhar suas preocupações cotidianas. Elas precisam ser fortes na Fé para discernir entre o que é bom e o que é mau e, guiadas por valores cristãos, são chamadas a percorrer caminhos que as aproximem de Deus, mesmo no contexto da difícil situação de um campo de refugiados.

Durante o encontro, elas também se comprometeram a agir para que seus direitos sejam respeitados: o direito a ser feliz, a não ser discriminada, a ser respeitada, a viver a infância; o direito à educação, ao descanso e ao tempo livre, aos cuidados médicos; e o direito de crescer e decidir com quem casar.

“Todas as participantes eram refugiadas e, após pequena sondagem, descobrimos que 91%, das 307 meninas e moças, ainda frequentam o ensino fundamental I, embora a maioria delas já tenha entre 17 e 19 anos de idade. Muitas cresceram sempre em fuga, passando por diversos campos de refugiados e precisando recomeçar diversas vezes, sem ter a chance de concluir o ensino fundamental. Apenas 8% delas frequentam o ensino médio e 1% o técnico-profissional, precisando percorrer uma distância de vários quilômetros até a escola” – conta o salesiano missionário P. Ubaldino Andrade.

A sondagem também revelou que 50% das jovens perderam o pai, provavelmente na guerra, e 24% perderam a mãe.

O encontro terminou com um bom prato de polenta e feijão com carne. Ao final do evento, cada jovem recebeu um “kit de beleza” feminina, cobertor, um par de sandálias e uma mangueira para a captação de água.

“Voltaram para casa dançando e felizes. Realmente merecem!”, concluiu o P. Andrade.

ARTIGOS CORRELATOS

InfoANS

ANS - “Agência iNfo Salesiana” - é um periódico plurissemanal telemático, órgão de comunicação da Congregação Salesiana, inscrito no Registro da Imprensa do Tribunal de Roma, n. 153/2007. 

Este sítio utiliza ‘cookies’ também de terceiros, para melhorar a experiência do usuário e para fins estatísticos. Escorrendo esta página ou clicando em qualquer de seus elementos, aceita o uso dos ‘cookies’. Para saber mais ou negar o consentimento, clique na tecla "Mais informações".