Print this page

Malaui – Início da visita extraordinária à Visitadoria ZMB

01 março 2021

(ANS - Lilongwe) -Teve início na sexta-feira, 19 de fevereiro, a Visita Extraordinária, de três meses, à Visitadoria Maria Auxiliadora, da Zâmbia, Malaui, Zimbábue e Namíbia (ZMB). A visita, realizada em nome do Reitor-Mor pelo P. Václav Klement, Visitador Extraordinário "ad nutum" e "pro tempore", tem como objetivo estimular uma comunhão mais profunda entre a Visitadoria, o Reitor-Mor e toda a Congregação, animar os Salesianos à luz da mensagem do Capítulo Geral 28 e contribuir para o discernimento do caminho futuro da Visitadoria, com uma avaliação dos seis anos anteriores.

A visita começou oficialmente com o desembarque em Lilongwe, capital do Malawi, do P. Klement, vindo de Roma. Depois dos cumprimentos de boas-vindas, recebidos no aeroporto pelo Superior da Visitadoria, P. Chris Rychcik, pelo P. Chris Kunda, Delegado para a Pastoral Juvenil da ZMB, e pelo Reitor de Lilongwe, P. Michael Mbadama, a visita começou, com uma parada na primeira Comunidade salesiana da cidade.

Após 26 anos, a presença salesiana no país encontra-se hoje dividida em duas comunidades canonicamente erigidas, uma em Lilongwe e outra em Nkhotakhota. Mesmo com poucos ‘operários’ (11 salesianos), a colheita é abundante no Malaui: as duas comunidades animam duas grandes paróquias com 26.000 fiéis católicos, organizadas em 93 Pequenas Comunidades Cristãs, e seis escolas, que contam no total uma população jovem de quase 14.000 alunos. As duas comunidades também acompanham os jovens por meio do Movimento Juvenil Salesiano (MJS) e dos Centros Juvenis. A Família Salesiana (FS) ainda está em processo de enraizamento, com um centro para salesianos, cooperadores, ex-alunos de Dom Bosco e a Associação de Maria Auxiliadora (ADMA).

A jovem comunidade católica é muito viva e possui numerosas vocações locais; a estrutura predominantemente rural do Malaui, com um sistema educativo ainda pouco desenvolvido, destaca a atualidade do carisma de Dom Bosco.

Nestes primeiros dias de visita também foi dada a bênção ao internato da escola superior “Dom Bosco”, de Nkhotakhota, ambientes com capacidade para 150 crianças, construída com o apoio do Reitor-Mor. Além disso, o Visitador Extraordinário conheceu aquele que provavelmente é um dos maiores complexos de escolas paroquiais salesianas da África: a escola primária “Tsabango” e a escola primária “John Lee Memorial”, que contam com mais com mais de 11.000 alunos, do ensino fundamental ao médio.

A Visitadoria ZMB, erigida canonicamente em 1998, conta com 14 comunidades salesianas (duas das quais ainda não eretas canonicamente) espalhadas pelos quatro países que a compõem, com três casas de formação (pré-noviciado, noviciado e pós-noviciado) e a animação de 116 Salesianos (cuja idade média é 42 anos), 13 salesianos irmãos, um salesiano bispo, e 10 noviços. A maioria das obras são paróquias, com um número crescente de escolas com internatos e obras para jovens em situação de risco. Todos os anos, um bom número de jovens voluntários de outros continentes se envolvem na missão salesiana na Visitadoria ZMB.

Este sítio utiliza ‘cookies’ também de terceiros, para melhorar a experiência do usuário e para fins estatísticos. Escorrendo esta página ou clicando em qualquer de seus elementos, aceita o uso dos ‘cookies’. Para saber mais ou negar o consentimento, clique na tecla "Mais informações".