Japão – Meditações do Venerável P. Cimatti sobre Dom Bosco e Francisco de Sales

24 fevereiro 2022

(ANS - Tóquio) – No dia 12 de novembro de 1944, em plena Segunda Guerra Mundial, enquanto Tóquio era bombardeada, o P. Vincenzo Cimatti apresentava ao Diretor e aos clérigos do estudantado salesiano de Tóquio, um extenso manuscrito intitulado "Curso de meditações para todo o ano". Ele o escrevera entre o ano 1941, quando renunciou ao cargo de Prefeito Apostólico, até 1944, durante o período de inatividade forçada causada pela guerra. O manuscrito se encontra no "Museu Cimatti", situado na capital japonesa, e a maior parte dele ainda não foi transcrita. Uma primeira parte destas meditações, no entanto, já se encontra disponível para os leitores da ANS.

Na apresentação, ele escreveu: “Naturalmente, estas meditações remetem ao espírito e à prática da vida salesiana. Como as virtudes religiosas, das quais o salesiano deve resplandecer para ser o que Dom Bosco quer, encontram nas obras de São Francisco de Sales o seu natural, mais amplo e mais genuíno comentário prático, de vez em quando a voz do nosso dulcíssimo Pai Dom Bosco alterna-se e junta-se à do nosso Padroeiro. O material de meditação é a palavra direta de São Francisco de Sales e de Dom Bosco, com breves comentários (quando necessário) do compilador”.

O termo utilizado foi "compilador" e não "autor". De fato, o texto que aqui apresentamos, um dos primeiros da série, cita amplamente dos escritos de São Francisco de Sales e Dom Bosco, mas não por isso tem menor valor. Se uma pessoa não amasse e não conhecesse tão bem tais escritos, certamente não poderia redigir uma obra deste tipo. Ela traz uma comparação constante entre São Francisco de Sales e Dom Bosco, para mostrar que Dom Bosco se modelou de acordo com São Francisco de Sales e sua espiritualidade é a do nosso Padroeiro, assim como é a espiritualidade do P. Cimatti, que foi um autêntico "salesiano".

Ele cita muito suas "Cartas". Em 1927, seu ex-aluno Valentini Eugene escreveu ao então clérigo: "Leia as obras de São Francisco de Sales, especialmente as Cartas, deixando Filoteia e Teótimo por último". Das anotações, fica evidente que esta era uma de suas leituras favoritas. No entanto, o vasto conhecimento que ele tem de todos os escritos dos dois santos é realmente extraordinário.

Não foi possível encontrar o original do texto que aqui apresentamos. A cópia disponível é uma transcrição datilografada do P. Alfonso Crevacore, feita em 2 de fevereiro de 1971. Ele escreve: “Acreditamos ser um esforço que vale a pena reportar aqui 29 meditações para o mês de janeiro, dedicadas a São Francisco de Sales e Dom Bosco. Procuramos reproduzir o manuscrito fielmente. Não foi possível conferir as citações que, cabe ressaltar, nem sempre se encontavam entre aspas. No entanto, possuem seu grande valor do ponto de vista documental: trazem de volta o pensamento do P. Cimatti, que representou o motivo de suas ações. É bem verdade o que diz o provérbio popular: “A língua bate onde dói o dente!” Algumas páginas podem ser consideradas autobiográficas. Seu conteúdo pode ser aplicado a Ele, simplesmente mudando o nome. Não será necessário recordar o imenso amor do P. Cimatti por Dom Bosco: talvez não seja possível venerar e amar mais uma simples criatura”.

Por sua vez, o P. Gaetano Compri, salesiano com mais de noventa anos, Vice-postulador e incansável promotor da Causa de Beatificação do P. Cimatti, afirma com toda a clareza: "Pelo que sei, existem muitos estudos históricos sobre São Francisco de Sales e Dom Bosco, mas não posso dizer se existe um estudo, do ponto de vista prático, que se compare a este do P. Cimatti. Em cada página é possível escutar seu coração, que deseja nos levar a imitar estes dois santos, que do ponto de vista da espiritualidade são verdadeiramente duas almas gêmeas. Este texto é a prova disso".

O texto das meditações de 29 de janeiro do P. Cimatti está disponível, em italiano, no final da página.

ARTIGOS CORRELATOS

InfoANS

ANS - “Agência iNfo Salesiana” - é um periódico plurissemanal telemático, órgão de comunicação da Congregação Salesiana, inscrito no Registro da Imprensa do Tribunal de Roma, n. 153/2007. 

Este sítio utiliza ‘cookies’ também de terceiros, para melhorar a experiência do usuário e para fins estatísticos. Escorrendo esta página ou clicando em qualquer de seus elementos, aceita o uso dos ‘cookies’. Para saber mais ou negar o consentimento, clique na tecla "Mais informações".