Print this page

África do Sul - "A razão da nossa missão e da nossa escolha de vida": o Primeiro Anúncio e a missão salesiana

24 agosto 2018

(ANS - Johanesburgo) - "No contexto contemporâneo, há muitas pessoas que não conhecem o Evangelho, pessoas que o deixaram de lado por várias razões e, outras ainda, que vivem como se não existisse Jesus Cristo", declara o padre Martin Lazarte, do Departamento para as Missões. Em Joanesburgo, de 13 a 19 agosto, foi realizado um seminário continental Africano sobre o tema: "Primeiro anúncio e a Missão salesiana", com a participação dos delegados de Animação Missionária dos salesianos (DIAM) e do coordenador de Animação Missionária das Filhas de Maria Auxiliadora.

"Esta reflexão sobre o primeiro anúncio - explica padre Lazarte - não é um tema novo, é a razão de nossa missão e de nossa escolha de vida como salesianos entre os jovens".

O desafio dos missionários salesianos no mundo não é fazer coisas, construir grandes escolas, transformar estruturas; mas é basicamente é caracterizado por “anunciar  Jesus Cristo. Há uma tarefa: repropor o Evangelho nos lugares onde estamos, e este é um desafio.”

"Trazer o Evangelho aos jovens é a tarefa principal", insistiu o padre Lazarte. A missão salesiana pode, muitas vezes, limitar-se a atividades simples e perder a sua essencia, que é a proclamação de Jesus Cristo. Todavia, apenas anunciar Jesus não é suficiente. A finalidade é facilitar e mostrar Jesus Cristo com a nossa vida, com o nosso testemunho, num clima eminentemente salesiano.”

O tema foi apresentado em vários continentes:  América do Sul (Belo Horizonte), Ásia (Sampran) e Europa (Fátima). O objetivo dos encontros foi aprofundar as reflexões sobre o "primeiro anúncio". Uma proposta adquirida nos últimos oito anos pelos SDB e FMA, destacada em vários contextos missionários, como escolas, paróquias, missões rurais, oratórios e obras sociais.

Esta reflexão coloca cada missionário numa posição de permanente evangelização, com capacidade de testemunhar e oferecer o centro propulsor do Evangelho ao coração de nossos jovens.

A importância do critério "oratoriano" tem sido enfatizada como um lugar de acolhimento, testemunho e contato pessoal. As famílias não foram excluídas, destacando a importância dos itinerários de "ensino religioso" em um contexto multi-religioso.

Nas paróquias e missões rurais, o papel determinante das "pequenas comunidades cristãs" tem sido enfatizado como um lugar e um meio para o anúncio e visitas às famílias. Foi resssaltada também a "qualidade" do processo de catequismo e a formação de catequistas, bem como a importância das organizações juvenís como um lugar privilegiado para os jovens ao encontro de Jesus.

Este sítio utiliza ‘cookies’ também de terceiros, para melhorar a experiência do usuário e para fins estatísticos. Escorrendo esta página ou clicando em qualquer de seus elementos, aceita o uso dos ‘cookies’. Para saber mais ou negar o consentimento, clique na tecla "Mais informações".