Print this page

Tailândia - O "sonho salesiano" do bispo de Chiang Mai

02 outubro 2018

(ANS - Chiang Mai) - Dom Francis Xavier Vira Arpondaratana, bispo diocesano de Chiang Mai e ex-aluno Universidade Salesiana, é um bom amigo da Família Salesiana. Em uma entrevista recente, concedida ao Conselheiro para a Região da Ásia Oriental Oceania, padre Václav Klement, ele expressou seu "sonho" de um maior compromisso salesiano em sua diocese.

Os salesianos já estão presentes em Chiang Mai, no norte da Tailândia, desde 2004. Primeiro com o centro catequético em Mae Rim e a paróquia "São José Operário", em seguida com a abertura do centro agrícola Doi Siew e a casa para jovens tribais em Doi Saket (2008) e finalmente com um pré-aspirantado (2009).

A comunidade religiosa foi canonicamente erigida há apenas cinco anos e a totalidade das presenças constitui, sem dúvida, uma parcela pequena, mas muito significativa. De fato, em toda a diocese, não há outra instituição capaz de acompanhar crianças, adolescentes e jovens; e entre os aspirantes salesianos que formam Banpong, na área central do país, pelo menos, 50% vem da área de Chiang Mai.

Em abril deste ano, a diocese de Chiang Mai foi subdividida para originar uma nova diocese, Chiang Rai. Todavia, Chiang Mai ainda é a terceira diocese católicas do país por número de fiéis, com cerca de 50.000 católicos e 15.000 catecúmenos.

Em um contexto em que não há nem mesmo um diácono permanente, os poucos sacerdotes e religiosos presentes só podem contar com o apoio pastoral de cerca de 220 catequistas, empenhados em atender as aldeias e escolas públicas para acompanhar o povo de Deus. No entanto, para muitos jovens, a única possibilidade de receber um mínimo de educação religiosa é a oferecida pelos acampamentos de verão, que duram uma semana por ano.

Por fim,  cerca de 70% dos católicos da diocese encontram-se na província de Mae Hong Son, uma área montanhosa perto da fronteira com Mianmar, ainda não existe nenhuma escola católica e onde, pela configuração da presença de instituições religiosas no país, não será fácil encontrar uma congregação religiosa que se estabelecerá por lá.

O Reitor Mor, como Dom Bosco, convida constantemente os salesianos a sonhar e a sonhar grande e os jovens pobres da diocese de Chiang Mai talvez estejam sonhando com a chegada dos salesianos para a sua educação.

Fonte: AustraLasia

Este sítio utiliza ‘cookies’ também de terceiros, para melhorar a experiência do usuário e para fins estatísticos. Escorrendo esta página ou clicando em qualquer de seus elementos, aceita o uso dos ‘cookies’. Para saber mais ou negar o consentimento, clique na tecla "Mais informações".