Print this page

Guatemala – O Centro de Formação do Salesiano Coadjutor recebe os Conselheiros Regionais e os Inspetores

30 agosto 2019

(ANS – Cidade da Guatemala) – De 19 a 20 de agosto, no «CENTRO REGIONAL PARA O SALESIANO COADJUTOR (CRESCO) – Comunidade Salesiana São José e centro de formação específica para o Salesiano Irmão – decorreu a reunião anual do «Curatorium» tendo por tema «Que Salesianos para os Jovens de hoje?». Do evento participaram o P. Natale Vitali, Conselheiro Geral para a Região América Cone Sul; o P. Timothy Ploch, Conselheiro Geral para a Região Interamérica; Inspetores e Representantes das Inspetorias das duas Regiões.

O Curatorium é um encontro para seguir e aprofundar as fases formativas de Salesianos em formação. Os objetivos incluem a escuta dos formadores e jovens salesianos em formação acerca da sua experiência nas quatro dimensões fundamentais da proposta formativa (humana, intelectual, espiritual, apostólico-pastoral); rever e avaliar o desenvolvimento do Projeto formativo CRESCO; analisar os aspectos administrativos e financeiros da experiência, com a aprovação do orçamento para o próximo ano; oferecer recomendações que efetivamente contribuam para o modo de viver esta experiência formativa. Embora com agendas densas de empenhos, o encontro decorreu em salesiano clima de família, de liberdade e de amor pela Congregação de Dom Bosco.

O CRESCO oferece ao Salesiano Coadjutor, depois do tirocínio, uma experiência comunitária interinspetorial que – a par de uma adequada formação teológico-pastoral e salesiana, e a experiência partilhada – visa consolidar sua identidade profissional e enriquecer a sua formação inicial, tendo em vista, quer seu trabalho educativo-pastoral, quer sua preparação aos votos perpétuos. É aqui que as Inspetorias oferecem ao Salesiano Irmão a oportunidade de se preparar para a sua específica vocação de leigos consagrados, exatamente como os salesianos candidatos ao sacerdócio se preparam, no Teologado, para o seu Ministério sacerdotal.
Os dez Salesianos Irmãos que começaram sua experiência formativa neste ano, vêm de diversos países, o que confere ao Grupo uma grande riqueza humana, cultural, espiritual.

Ideou Dom Bosco a figura do Coadjutor como um salesiano totalmente inserido na comunidade religiosa e participante da sua missão. “A identidade do Salesiano Coadjutor gira em torno de dois polos – afirma A. Bozzolo – . O primeiro é a peculiaridade do carisma apostólico-educativo numa existência de seguimento radical do Senhor: o hábitat em que é chamado a viver; o segundo é a figura do trabalho profissional em que ele exprime de modo emblemático a sua contribuição de leigo, com sensibilidade e acento que são diferentes dos de um ordenado”.

Este sítio utiliza ‘cookies’ também de terceiros, para melhorar a experiência do usuário e para fins estatísticos. Escorrendo esta página ou clicando em qualquer de seus elementos, aceita o uso dos ‘cookies’. Para saber mais ou negar o consentimento, clique na tecla "Mais informações".