Print this page

Camarões – Melhorar o acesso à educação de qualidade

28 janeiro 2020

(ANS - Yaoundé) – Há anos que de Camarões chegam notícias tristes: confrontos, mortes, pobreza, miséria... E as previsões para 2020 mostram que o país enfrentará uma das piores crises humanitárias de sua história. Segundo as Nações Unidas, o país enfrenta uma "dupla crise humanitária": por um lado a fome e, por outro, problemas políticos. A ONU estima que 4,4 milhões de pessoas precisarão de ajuda humanitária em 2020 e que crianças e adolescentes serão os que mais sofrerão.

Os salesianos nunca param e sabem que a situação pode ser revertida graças a uma proposta educativa. A ONG salesiana espanhola "Solidaridad Don Bosco" anuncia o início da primeira fase de construção do projeto "Extensão da escola secundária salesiana em Yaoundé".

Segundo a UNESCO, a agência das Nações Unidas para educação, ciência e cultura, apenas 27% das crianças do país estão matriculadas no ensino fundamental. Os professores se esforçam por incentivar a frequência dos alunos, dada a realidade que os cerca e o ambiente em que vivem. A situação da população é complicada: com os 271 mil deslocados do extremo norte do país e os 700.000 deslocados da parte ocidental, devido à violência, as crianças e jovens precisam abandonar a escola para seguir caminhos incertos, sem a esperança de poder estudar.

A fim de melhorar o acesso à educação de qualidade para jovens vulneráveis ​​no bairro de Mimboman, em Yaoundé, foi projetado um edifício de três andares, que será construído em três módulos que abrigarão salas de aula, laboratórios e escritórios.

O projeto visa aumentar o número de jovens que receberão educação; e também completar o ciclo educacional, estendendo o ensino até o bacharelado.

O bloco central da estrutura, cujas obras já iniciaram, prevê um total de 12 salas de aula totalmente equipadas. Os construtores aproveitaram a estação seca – a estação chuvosa nos Camarões vai de maio a novembro – para nivelar toda a área e lançar os fundamentos.

Nos próximos meses, será erguida a parte estrutural do edifício e espera-se que, antes do início do próximo ano letivo 2020-2021, a obra esteja concluída e pronta para receber novos alunos.

O salesiano missionário P. José Maria Sabé Colom trabalha há 27 anos no centro salesiano dedicado a Dom Bosco, no distrito de Mimboman, em Yaoundé. Ele e seus coirmãos estão firmemente convencidos de que, em Camarões, é muito importante "que todas as religiões estejam envolvidas no mesmo projeto educacional”, como numa espécie de ecumenismo que os missionários vivem todos os dias. Segundo o P. Sabé Colom, “isso leva à amizade entre muçulmanos e católicos e, portanto, a uma sociedade mais sólida"; e não deixa de ser um "estilo de evangelização".

Este sítio utiliza ‘cookies’ também de terceiros, para melhorar a experiência do usuário e para fins estatísticos. Escorrendo esta página ou clicando em qualquer de seus elementos, aceita o uso dos ‘cookies’. Para saber mais ou negar o consentimento, clique na tecla "Mais informações".