Print this page

ONU – Jovens sem-teto: questionamentos sobre as lacunas da política e o vácuo legislativo
Featured

12 fevereiro 2020

(ANS – New York)  A Missão Salesiana nas Nações Unidas organizou, para a próxima quarta-feira, 19 de fevereiro, um evento paralelo às atividades da 58ª Sessão da Comissão para o Desenvolvimento Social, intitulada “Youth Homelessness: Interrogating Policy Gaps and Legislative Vacuum” (Jovens Sem-teto: questionando as lacunas políticas e o Vácuo Legislativo).

O aumento de pessoas que vivem nas ruas é um fenômeno global, no contexto do qual é possível observar a realidade específica dos jovens que vivem nas ruas, principalmente por causa das lacunas políticas e das limitações das legislações vigentes. De fato, na maioria dos países, quando os jovens completam 18 anos, são obrigados a deixar as instituições estatais que os apoiaram até o dia anterior.

Trata-se de um mar imenso de jovens: de acordo com um relatório da ONG "Aldeias Infantis SOS", somente no ano de 2016, no mundo, mais de 5.400.000 (5.4 MILHÕES) de menores foram acolhidos em instituições: menores que, de um dia para outro, se tornam maiores de idade sem nenhuma rede de apoio e, portanto, vulneráveis ​​a traficantes de seres humanos, exploradores sexuais e predadores de todos os tipos.

Além disso, é necessário considerar a diversidade da população jovem sem-teto, em termos de gênero, orientação sexual, raça, descendência e discriminação no trabalho, barreiras linguísticas e também o fato de grande parte desses jovens ser composta de migrantes. Essas diferenças são significativas e devem ser consideradas ao desenvolver medidas de combate.

O evento do próximo dia 19 de fevereiro tem como objetivo: conscientizar sobre a seriedade do problema visando fazer com que sejam ouvidas as vozes de jovens e jovens adultos que viveram a experiência dos sem-teto; apresentar as boas práticas já existentes para resolver esse problema; desenvolver uma rede de relacionamentos e sinergias entre os órgãos ativos no setor; e, à luz das reflexões compartilhadas, oferecer recomendações sobre as políticas a serem implementadas.

O evento, copatrocinado pelo Comitê das ONGs para o Financiamento ao Desenvolvimento e por numerosos órgãos e instituições, é promovido e coordenado principalmente pelo Representante salesiano da ONU, P. Thomas Pallithanam SDB, e terá, entre os cinco oradores previstos, três filhos de Dom Bosco: o P. Antoine Farrugia, maltês, do "Don Bosco International" (DBI); o P. Thomas Koshy, Coordenador Nacional da Rede salesiana indiana “Youth At Risk”; e o P. Rafo Pinosa, Diretor da Casa para jovens em risco "Kodljevo", em Liubliana, Eslovênia.

Este sítio utiliza ‘cookies’ também de terceiros, para melhorar a experiência do usuário e para fins estatísticos. Escorrendo esta página ou clicando em qualquer de seus elementos, aceita o uso dos ‘cookies’. Para saber mais ou negar o consentimento, clique na tecla "Mais informações".